BRT parado devido a protesto de alunos na Avenida das Américas

17 08 2012
Alunos do Colégio Estadual Vicente Jannuzi acabaram fechar a Av. Das Américas. BRT parado. Protesto pela morte de um aluno.
 
Embora seja um protesto pacífico, espero que o povo saiba que está atrapalhando o trânsito nesta região, prejudicando milhões e milhões de pessoas. O aluno morto não irá ressucitar devido a isso. Mas por que será que o aluno morreu? Deve ser porque transitava na faixa do BRT, né? 
 
Foto: Autor desconhecido.
Imagem




Preços de automóveis nos EUA são, no mínimo, a metade

16 08 2012

Levantamento feito por VEJA mostra que preços de veículos importados vendidos no Brasil beiram, de fato, o ridículo

São Paulo – Na semana passada, o artigo “O ridículo Jeep Grand Cherokee de 80 mil dólares do Brasil”, da revista Forbes, chamou a atenção para um fato que, há tempos, incomoda o consumidor brasileiro: a absurda discrepância de preço entre veículos vendidos no exterior e no país.

O autor da matéria – Kenneth Rapoza, especializado na cobertura de países emergentes – chamou a atenção para o preço de um Jeep, que é 220% mais caro no Brasil que nos Estados Unidos. Ele pouco se ateve aos impostos que incidem sobre os importados no mercado doméstico – os quais, inclusive, tiveram sua alíquota aumentada no ano passado para conter a suposta invasão de veículos produzidos, sobretudo, na China e Coreia do Sul.

Preferiu criticar o consumidor brasileiro por aceitar pagar este preço. O jornalista também ironizou o fato de as classes mais abastadas comprarem determinados modelos no Brasil como se fossem luxuosos, sendo que, em seus países de origem, muitos deles são populares.

Nesta terça-feira, a Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) rebateu a reportagem. De acordo com a entidade, um automóvel fica três vezes mais caro no mercado interno graças à incidência de 35% de Imposto de Importação, 3% de despesas aduaneiras, 54% de ICMS e PIS/Cofins e 55% de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A margem das importadoras seria de ‘apenas’ 7,5% e das concessionárias, de 10%, segundo a Abeiva.

Levantamento feito pela reportagem do site de VEJA mostra que a diferença de preço verificada pelo jornalista no caso da Jeep Grand Cherokee não é um fato isolado. O Jaguar XF V8, por exemplo, é 225% mais caro nas concessionárias de São Paulo e do Rio de Janeiro que os valores praticados no varejo americano. Já o preço do Posche Cayenne S é 185% maior.

Fonte: Exame Abril

Imagem





Scania: setor de caminhões no País deve estagnar em 2012

16 08 2012

Segundo o executivo, normalmente os trimestres mais fortes em vendas são o segundo e o terceiro, mas este ano deve ser atípico, com vendas maiores nos dois últimos trimestres

São Paulo – O mercado brasileiro de ônibus deve registrar queda de 20% este ano e o de caminhões, apresentar estagnação. A estimativa é do diretor-geral da Scania no Brasil, Roberto Leoncini. “Repetir o desempenho do ano passado no segmento de caminhões é positivo, porque o desempenho do ano passado foi recorde”, afirma. Foram vendidos cerca de 170 mil caminhões no Brasil no ano passado.

Segundo o executivo, normalmente os trimestres mais fortes em vendas são o segundo e o terceiro, mas este ano deve ser atípico, com vendas maiores nos dois últimos trimestres. Isso porque o mercado, na sua opinião, estará se adaptando aos novos veículos – desde 1 de janeiro, todos os caminhões fabricados no Brasil seguem as normas do Euro 5, mais rigorosas ambientalmente. No ano passado, a Scania vendeu no Brasil 13.011 caminhões, 1.652 ônibus e 2.515 motores.

Na América Latina (excluindo o México) a empresa comercializou 17.794 caminhões e 3.027 ônibus. Depois do Brasil, o principal mercado é a Argentina, para o qual a Scania vendeu cerca de 3.000 caminhões no ano passado e 250 ônibus. Para 2012, porém, Leoncini espera queda nas vendas do país vizinho. “O mercado de caminhões na Argentina deve recuar uns 20% este ano. O primeiro ano de todo governo, mesmo um governo reeleito, como é o caso, costuma ser economicamente mais fraco para compensar a aceleração comum no ano de eleição.”

Fonte: Exame Abril

Imagem





Novo ônibus de dois andares da UTIL com tema “Vaquinha” já está rodando

13 08 2012

A UTIL inovou mais uma vez na hora de adquirir novos veículos. Dessa vez, adquiriu também um ônibus com a pintura de uma “vaca”. Pois é, foi isso mesmo. A empresa agora está adquirindo ônibus para sua série “Animal Planet”. Depois do Aquário, vieram mais 5: Constellation (pintura da constelação e estrelas), Cama (o verde), Onça (amarelo com traços da onça), Zebra (branco listrado) e esse Vaca.

 

Ficou muito show, né? Isso mostra a criatividade da empresa. E pra mim, criatividade é um fator importante na hora de chamar a atenção dos clientes. Parabéns UTIL!

Foto: André Rodrigues (TCRJ)

Imagem





Volvo XC60 ganha novo motor 2.0 turbo de 240 cv

13 08 2012

Utilitário esportivo atinge velocidade máxima de 210 km/h.
Versão Comfort custa R$ 119,9 mil e Dynamic, R$ 136,9 mil.

 

A Volvo passa a comercializar no Brasil o utilitário esportivo XC60 com novo motor T5 2.0 turbo de 240 cavalos de potência. O modelo chega nas versões Comfort (R$ 119,9 mil) Dynamic (R$ 136,9 mil). Com a entrada das duas novas opções, a intenção da montadora de origem sueca é comercializar no Brasil cerca de 3.000 unidades do SUV até o final do ano.

 

Com este novo bloco que consome somente gasolina e entrega torque de 32,6 mkgf entre 1.800 rpm e 4.500 rpm, o XC60 atinge a velocidade máxima de 210 km/h (limitada eletronicamente) e vai de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos. Em termos de consumo, a Volvo informa que o utilitário esportivo faz 10 km/l em circuito misto (cidade/estrada). A transmissão é automática de seis velocidades Powershift.

 

Ambas as versões com novo bloco T5 são equipadas de série com controle dinâmico de estabilidade e tração (DSTC), computador de bordo, freios com ABS (antitravamento), EBA (assistente de frenagem de emergência), airbag duplo frontal e lateral, sistema multimídia com sistema de navegação e tela de 5 polegadas, controle de áudio no volante, entrada auxiliar, USB e oito alto-falantes. Também é oferecido de fábrica o City Safety, sistema que minimiza, ou mesmo evita, colisões frontais.

 

Para justificar os R$ 17 mil de diferença entre as versões, a Dynamic oferece a mais teto solar panorâmico, sensores de estacionamento traseiros, sensor de chuva, volante com revestimento em couro, bancos revestidos em couro com aquecimento, regulagem elétrica para o motorista com memória e rodas de liga leve de 18 polegadas – na opção Comfort elas são de 17 polegadas.

Fonte: Auto Esporte

Foto: Divulgação

Imagem





Mercedes-Benz é líder nas vendas de caminhões Euro 5 no mercado brasileiro

13 08 2012

Uma nova regulamentação (Proconve P7) virou assunto principal na vida de quem trabalha com caminhões: a nova legislação que tem como objetivo diminuir a emissão de gases poluentes passou a ser obrigatória noscaminhões que são comercializados no país.

Nesse cenário, os caminhões da Mercedes-Benz se destacaram, com a utilização da tecnologia Bluetec 5. De janeiro a junho de 2012, a Mercedes-Benz foi a montadora que mais vendeu caminhões com a nova tecnologia. No total de caminhões emplacados no período, a Mercedes-Benz tem 20% a mais que a montadora em segundo lugar.

Nos veículos leves e médios, como o Accelo, o Atego 1419 e o Atron 1319, o resultado é ainda melhor: 50% das vendas de veículos com Euro 5 são de caminhões Mercedes-Benz.

O motivo é simples: a marca aliou a nova tecnologia Bluetec que reduz a emissão de poluentes a várias outras inovações, promovendo ainda mais economia e durabilidade, além de um design renovado em toda a linha.

Mercedes-Benz. Para quem tem estrela.

Imagem

Fonte: Blog Caminhão





Em julho, a Mercedes é novamente a primeira em venda de caminhões Euro 5

13 08 2012

A Mercedes-Benz, mais uma vez, ficou em primeiro lugar no emplacamento de veículos Euro 5 de transporte de carga no Brasil. De janeiro a julho, vendemos 26% mais caminhões que a segunda colocada. O novo Mercedinho Accelo é destaque no segmento de leves, com quase 50% do emplacamento dos veículos Euro 5. O mesmo ocorre com os modelos Atego 1419 e Atron 1319.

O motivo, é claro, é que o consumidor já percebeu as vantagens dos caminhões da Mercedes-Benz, os únicos com a tecnologia BlueTec5, que além de trazer motores mais potentes e eficientes, é amiga da natureza e atende às novas especificações do Conselho Nacional do Meio Ambiente. Além disso, a linha 2012 da Mercedes-Benz está toda de cara nova.

Imagem

Fonte: Blog Caminhão